Homem embriagado estupra filha de 1 ano

Estupro

Foca no Fato que ocorreu em 28 de outubro de 2019

Não se esqueça de compartilhar depois de ler!



Um homem de 28 anos foi preso por estupro de vulnerável neste fim de semana. Ele foi flagrado pela esposa estuprando a filha de ambos na madrugada de sábado (26), logo após chegar embriagado em casa, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. A mulher acionou a Polícia Militar, que deteve o suspeito.

Conforme relato da mulher de 25 anos às autoridades, o marido, de 28 anos, chegou em casa de madrugada embrigado, com forte hálito etílico e andar cambaleante. Prontamente, se deslocou para o banheiro, onde tomou banho e saiu apenas de toalha.

O rapaz deitou nu na cama, onde estava a filha do casal, de 1 ano. A mulher estava no mesmo cômodo e, de repente, alega ter ouvido o marido sussurrando para a criança. “Vem filha, vem chupar o papai”, afirmou homem, sempre conforme relato da mãe da criança.

Assim que flagrou o crime, a mulher conseguiu interromper o ato libidinoso e agrediu o autor. Em seguida, pediu socorro e abrigo para familiares. Já na casa de parentes, acionou as autoridades. A PM flagrou o homem nu na cama, dormindo. Questionado, o suspeito afirmou que, após chegar em casa alcoolizado e tomar banho, não se recorda de nada mais.

Crime sexual
O crime de importunação sexual se tornou lei no ano passado e é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, como ônibus e metrô. Antes, isso era considerado apenas uma contravenção penal, com pena de multa. Agora, quem praticá-lo poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.

Já o crime de estupro é previsto no art. 213, e consiste em “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”. Mesmo que não exista a conjunção carnal, o criminoso pode ser condenado a uma pena de reclusão de 6 a 10 anos. O art. 217A prevê crime de estupro de vulnerável quando a vítima tem menos de 14 anos, e a pena varia de 8 a 15 anos.

fonte: https://bhaz.com.br/2019/10/27/bebado-estupra-filha/